Com inflação em alta, saber comprar é fundamental

18 de junho 2021

Inflação aponta a necessidade de revisão de procedimentos na empresa

Foto: Divulgação

A indústria de calcário do estado de São Paulo segue enfrentando um adversário duríssimo: a inflação interna.

Levantamento do Sindical aponta que o índice anual de inflação para o segmento ficou em 26,1%, até março último. O dado foi divulgado essa semana aos associados do sindicato patronal.

O cenário de inflação aponta a necessidade de revisão de procedimentos na empresa. Uma delas são as operações de compra.

O estudo apontou que as mineradoras que produzem calcário em São Paulo viram os preços do óleo diesel e lubrificantes subirem 54% no período. Já os equipamentos para extração apresentaram elevação média de 53%.

Alta de preços prejudica os resultados do negócio. Há antídotos para esse cenário, e um deles envolve estratégias para uma boa compra. Para os técnicos da Associação Comercial de São Paulo, uma empresa precisa considerar pelo menos 5 pontos na aquisição de bens e serviços.

. Planejamento é fundamental

Evite fazer a compra de última hora. Sua empresa dependerá da disponibilidade do fornecedor e terá poucas alternativas de prazos e preços. Antecipar esse processo ajuda você e o fornecedor.

Por exemplo, há fornecedoras de peças de desgaste com descontos caso seja estabelecido um calendário de compras ao longo de um ano.

. Organização de dados ajuda

Inicie os contatos depois de pesquisar preços, prazos e disponibilidades. Diante dos fornecedores, leve números, inclusive os seus. Identifique, por exemplo, em quais períodos pode haver maior necessidade de um certo produto.

Organização interna ainda reduz a perda de mercadoria e evita sobras em estoque, que têm custo financeiro alto. Também amplia o poder de negociação – quando se vai ao fornecedor num período em que ele, geralmente, vende menos, há bons descontos.

. Fidelização do fornecedor

Boas relações com alguns dos fornecedores é uma saída interessante. A tendência é que o vendedor priorize quem realiza pedidos frequentes, melhorando preços e prazos.

. Que tal fixar metas?

Negocie tendo em mãos valores e prazos que sua empresa pode aceitar. Porém, isso é um jogo – a flexibilidade do fornecedor tem limite, e o que parece um excelente negócio pode virar um problema adiante, com ocorrência de anormalidades, como atraso na entrega pelo fornecedor que prejudicará suas operações.

Internamente, fixe metas nas compras. E envolva outros setores da empresa, além dos compradores. Isso evita pedidos de última hora, que comprometem essas metas.

. Quem está do outro lado da mesa?

A reputação do fornecedor é fundamental. Saiba com que está negociando.

De forma antecipada, busque informações sobre o fornecedor e empresas concorrentes. Esse preparo ajuda na negociação e na decisão final.

Voltar