(19) 98156-3410
contato@proimprensa.com.br








Equipamentos para rochagem: os modelos Furlan para um mercado em alta

03/05/2022

Versatilidade dos equipamentos para mineração Furlan resulta da experiência adquirida em 60 anos de atividades Foto: Divulgação

Se a mineradora está em busca de equipamentos para rochagem, a Máquinas Furlan tem uma novidade. As áreas técnica e comercial da Furlan criaram uma ferramenta que traz modelos de planta para a produção de pó de rocha.

O objetivo da ferramenta é apresentar opções de solução às indústrias de mineração que pretendem ingressar nesse mercado. O catálogo Furlan também atende as mineradoras que estão buscando a ampliação da produtividade de suas jazidas nesse tipo de pó.

O mercado de produtos minerais voltados ao agronegócio está em alta, e a Furlan já vinha antecipando essa tendência aos seus clientes. Vários fatores impulsionam esse cenário.

A rochagem integra a série de ações dos empresários que buscam reduzir a dependência brasileira da importação de fertilizantes. A sustentabilidade é outro fator que motiva investidores e consumidores, assim como a força do agronegócio brasileiro em nível mundial.

Antes de tudo, é bom contar que a rochagem vem sendo estudada no Brasil há pelo menos 70 anos. Solos tropicais, como os do Brasil, são extremamente ácidos, o que afeta a produtividade de uma cultura.

O processo de correção da acidez, com uso de minerais, permite que o produtor rural tenha melhores colheitas, e o pecuarista encontre pastos em boas condições para o gado.

Porém, os remineralizadores de solos enquanto insumos minerais só foram regulamentados no Brasil recentemente. A Lei 12.890/2013 e Instrução Normativa 05/2016, ambas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), ditam as regras do setor.

Circulação de macronutrientes

Geralmente, a aplicação envolve rochas silicáticas moídas que apresentam como características o poder de atuar como remineralizadoras. Fornecem à terra macronutrientes, como Cálcio, Magnésio e Potássio, além de outros elementos benéficos para as plantas – numa lista que inclui Cobre, Ferro e Manganês.

Rochas de basalto, gabro, diabásio, xistos, gnaises e ardósias, entre outras, podem gerar remineralizadores. Vale ressaltar que as devidas avaliações técnicas antecipadas se mostram importantes para atuação no mercado, pois a mineradora encontrará um cliente cada vez mais informado sobre o tema.

O produtor rural vai avaliar os benefícios da aplicação desse pó. Também medirá se cabe como complemento ao fertilizante a base do trio NPK (Nitrogênio, Fósforo e Potássio), insumo no qual o Brasil tem extrema dependência de fornecedores internacionais.

Toda mudança é bem-vinda em um mercado como o brasileiro, que compra 85% desses fertilizantes no exterior. O agronegócio ainda passará um período de incertezas, já que há variantes bastante complexas, como a cotação do dólar no preço dos insumos trazidos de outros países e o envolvimento de parte desses fornecedores no conflito na região da Ucrânia.

Ou seja, essa dependência que o governo quer diminuir, numa decisão bastante acertada, não se altera de uma hora para outra. Rochagem parece ser uma alternativa mais rápida na busca da solução.

A tudo isso, soma-se a vontade de uma visão mais sustentável do mercado. Já havia uma cobrança de que o agronegócio avançasse nessa frente. Porém, a pandemia ampliou os apelos dos consumidores.

Projetos

Para as mineradoras, amplia-se a linhagem de produtos. O remineralizador se encaixa muito bem em parte dos projetos que envolvam também, entre os produtos finais, os agregados usados na construção. Fornecer para a construção significa integrar um mercado altamente disputado, que assusta quando há recuo nos investimentos privados ou mudanças na política habitacional do governo.

Em meio a esse cenário, entra o time da Furlan. Tanto que a produção de pó de rocha ganhou espaço na lista de oportunidades que os especialistas em negócios da empresa, uma das principais fabricantes de máquinas para mineração nas Américas, estão levando aos clientes. Uma das ferramentas envolve a apresentação de fluxogramas possíveis para essa produção, a partir das máquinas existentes no catálogo da Furlan.

A variedade de equipamentos e de dimensões permitem que o cliente e a equipe Furlan discutam qual a melhor alternativa em relação à granulometria, a partir de três opções:

. Filler – quando a planta gerará 100% dos seus produtos abaixo de 0,3 mm (50#), um produto extremamente nobre;

. Pó – que poderá ser 100% menor que 2,0 mm (8#), 70% abaixo de 0,84 mm (20#); e 50% menor que 0,3 mm (50#);

. Farelado – com especificações 100% abaixo de 4,8 mm (4#); 80% menor que 2,8 mm (6#); e 25% abaixo de 0,84 mm (20#).

Essa versatilidade dos equipamentos para mineração Furlan resulta da experiência adquirida em 60 anos de atividades com foco nas soluções para o cliente. Por isso, além da apresentação da oportunidade, a mineradora tem a chance de avaliar a melhor forma de obtenção dos produtos da rochagem.

No caso do Filler, por exemplo, uma das plantas-modelo é impulsionada por um Britador VSI, que, aliado a uma Peneira de Alta Frequência, gera 20 toneladas/hora de produto. Conheça o britador de impacto VSI da Furlan – clique aqui.

Porém, o mesmo Filler, em igual quantidade produtiva, pode ser obtido usando um Moinho de Martelos. Outra proposta de planta emprega um Moinho de Bolas atuando junto com um Separador Aerodinâmico.

Vale frisar que os modelos apresentados resultam de estudos que levaram em conta as especificações de natureza física dos remineralizadores presentes na Instrução Normativa nº 5, de 10 de março de 2016, do Ministério da Agricultura. Portanto, o produto final se encaixa na regulamentação criada pelas autoridades.

Outro diferencial é a possibilidade de aquisição, também na Furlan, dos demais itens que constam da planta, como calhas vibratórias e transportadores de correia, bem como projetos específicos de moegas com suporte para ensaque.

Quem é cliente Furlan sabe que estamos há um bom tempo reforçando a oportunidade de negócios gerada pelo pó de rocha. Contamos aqui um evento sobre rochagem que realizamos no estado da Bahia, em 2019.

Além disso, nosso time reforça aos clientes o ganho que representa esse avanço. Aqueles montes com subprodutos nos pátios das pedreiras, após análise de especialistas em mineração e agronomia, ganham uma destinação comercial bastante interessante.

Do outro lado, a mineradora tem como cliente um setor da economia nacional que avança mundialmente – o agronegócio brasileiro já alimenta perto de 800 milhões de pessoas.

Então, é hora de sua empresa falar com o time Furlan para conhecer esse passo importante a ser dado no seu negócio. Clique aqui e consulte nossa equipe.

Fale conosco

(19) 98156-3410 Limeira – SP contato@proimprensa.com.br Facebook Instagram Linkedin Twitter